segunda-feira, março 06, 2006

Opinião - Diário da Tarde - "Apenas" US$ 2

Quer dizer que a nova taxa chegará a jato: US$2 por passagem aérea internacional. Ah, são as classes média e alta que vão contribuir ? Mas, servirá a quem?! Pelo que sei auxiliará os países pobres a comprar remédios e, de quebra, o Brasil poderá conquistar uma cadeira na ONU. Parece que o país é pura riqueza! A França fez isso, podemos fazê-lo também. São perfumados e chiques os franceses, nada como imitá-los. A busca por postos de saúde não existe por aqui. Vagas no INSS pululam, as pessoas ligam e são atendidas prontamente, as filas acabaram. É deveras surpreendente! Todos temos plenas condições para comprar os nossos necessários remédios de cada dia, por isso o governo doará remédios para os países pobres com a contribuição ¨obrigatória¨ do povo. Nos contracheques, os descontos pululam. O problema é nosso, afinal quem manda ser consumista, querer comer feijão com arroz e toucinho todos os dias e andar de salto alto? Esqueceram-se de que fubá é mais barato? Ora, ora, a taxa de US$2 é para o exterior, internamente está tudo bem. Tudo zerado. Estão reclamando de quê? Chegará o tempo em que cobrarão pedágio para entrar e sair de casa: CVZ - Contribuição Violência Zero. Estaremos seguros, seguríssimos! Comecemos a juntar as moedas espalhadas por todo o Brasil. De contribuição em contribuição vamos vivendo... Com o resto! Só nos proíbem de dar esmolas para pobres porque não há brasileiros pobres. Os pedintes e os andarilhos vêm de alguma parte desconhecida do universo. Quaisquer coisas que acontecerem, rezem! É ainda uma saída.
Modesta