sábado, agosto 06, 2005

Cartas - Dia 06/07 - Diário da Tarde

Prefeitura

Sr. Editor,

Creio que o ideal republicano repousa sobre as normas coletivamente/legitimamante construídas e democraticamente seguidas. Vejo que em muitas e muitas oportunidades o prefeito Fernando Pimentel e sua equipe descumprem acordos com o servidores, com a cidade e com os cidadãos e agridem violentamente a república e a democracia. Exemplifico: a) orçamento participativo - as obras definidas demoram até cinco anos para serem feitas. Afirmam que tem 112 obras prontas.

Se fizermos o balanço veremos que há mais de 150 paradas ou atrasadas com a desculpa da falta de verbas. Claro que estou falando das obras na periferia, pois na ¨zona sul¨ o tratamento é outro (pista de cooper da Bandeirantes, Igrejinha da Pampulha, praça 7 etc).

Não se justifica dizer que são obras relevantes: todas são, inclusive as da Cabana, Barragem, Morro das Pedras, Serra etc. b) as férias prêmio dos professores, que ficam na fila até dois ano, para receber o que é direito legal. Já o pagamento do reajuste para o primeiro escalão (59%) e o décimo quarto salário foi extraordinariamente rápido. Não adianta justificar que foi o legislativo que votou. Se Pimentel não concordava, bastava vetar o reajuste. c) a inversão de prioridades: Pimentel gastou 15,6 milhões no gabinete em dois meses. Com o quê? E a periferia com suas obras atrasadas? E os servidores com reajuste Zero? Para isto não tem dinheiro? Incoerência tem limite. Se precisarem de mais exemplos façam contato:

Professor Geraldinho - servidor e cidadão - e-mai: prof,geraldinho@yahoo.com.br

O riso da vara

Sr. Editor.

É inadmissível que alguns ¨porcos¨ teçam julgamentos sobre a cultura do povo mineiro (uai, sô, né,...) aliados às falcatruas cometidas por certos elementos. Bons políticos não utilizam de grotescas ironias e generalizações desnecessárias. Se aqui é o caminho da roça , como dizem, esse outro povo passa longe dele! A maioria dos mineiros não pertence a essa ¨nata¨, portanto conheçam melhor o caminho. Nossa labuta é sinuosa. Ainda temos que digerir trapos mal traçados e preconceituosos. Faz parte também do show Brasil proposto pelos magnatas do poder? Que eles não venham nos aliar às corjas nem sempre mineiras. Do Norte ao Sul, o povo merece respeito. Separem o joio do trigo! Depois, teçam comentários. Deixem por conta dos atores do riso a gozação. As necessidades básicas já consomem muitos de nós, verdadeiros operários. Querem discriminar? Por onde continuaremos?!

Modesta Trindade Theodoro - Rua Desembargador Tinoco, 95 - Bairro Monsenhor

OS ARTIGOS PUBLICADOS com assinatura não traduzem ou podem não traduzir o pensamento/opinião do jornal, que por eles não se responsabiliza. E os leitores só terão suas cartas publicadas, no todo ou em parte, se elas contiverem nome, assinatura e endereço absolutamente legíveis

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Alguns colegas escrevem para jornais, revistas e sites para denunciar pimentel e sua gangue. Um bom número faz greve e participa dos movimentos reivindicatótios. A maioria espera comodamente assentada que a situação mude.
E você? Qual é a sua atitude?

12:29 PM  

Postar um comentário

<< Home