sexta-feira, julho 22, 2005

Veja a lista atualizada dos saques milionários

Mais gente ligada ao governo e ao PT aparece entre os que sacaram dinheiro das contas do operador do mensalão

A lista de nomes e os valores sacados, na boca do caixa, das contas de Marcos Valério no Banco Rural, não param de crescer. Até o momento (quinta, 21 de julho) há 46 nomes de pessoas que sacaram mais de R$ 30 milhões, mas o final desta história é imprevisível, já que, apenas em uma nova conta, descoberta na quarta-feira, circularam outros R$ 92 milhões.

A maioria dos sacadores tem algum vínculo com a estrutura interna ou parlamentar do PT, de seus partidos aliados. Mas também já sobraram alguns ``trocados`` para gente de Ministérios (como o da Cultura, do cantor Gilberto Gil) e a agência de Duda Mendonça. Já estão chegando no prefeito Pimentel, apesar de toda a blindagem. Conheça alguns dos envolvidos no esquema de corrupção:

Simone Reis
Gerente Financeira SMPB,
agência de Marcos Valério
R$ 6,145 milhões

Davi Rodrigues Alves
Policial civil mineiro que afirma
ter sido pago para fazer os saques
R$ 4,9 milhões

Roberto Costa Pinto
Foi secretário do Ministério da
Cultura e assessor especial de Gilberto
Gil. Demitido recentemente por suspeita de
corrupção.
R$ 1,05 milhão

João Cláudio Genu
Chefe de Gabinete de José
Jatene, líder do PP na Cãmara.
R$ 1,15 milhão

Jacinto Lamas
Ex-tesoureiro do PL
R$ 1,30 milhão

Marcos Valério de Souza
Publicitário, dono da SMPB, apontado
como principal operador do ``mensalão``
R$ 1,27 milhão

Júlio Cesar Marques
Trabalha no setor administrativo da
DNA, empresa de Marcos Valério
R$ 900 mil

José Luis Alves
Filiado ao PL. Secretário de governo
de Uberaba. Foi chefe de gabinete do ex-
ministro dos Transportes Adauto Anderson.
R$ 480 mil

Eliane Alves Lopes
Representante da SMPB em Brasília
R$ 480 mil

Anita Leocádia
Assessora do deputado Paulo Rocha, líder,
até 20 de julho, do PT na Câmara.
R$ 470 mil

Luiz E. Ferreira da Silva
Contínuo do Previ (o fundo de
Pensão do Banco do Brasil), que
Sacado a mando ex-diretor do
Banco do Brasil, Henrique Pizzolatto
R$ 326 mil

Jair dos Santos
Ex-motorista de José Carlos
Martinez, ex-presidente do PTB
R$ 300 mil

Gilberto Mansur
Jornalista e publicitário que alertou
Marcos Valério sobre reportagem da revista
``IstoÉ Dinheiro``
R$ 300 mil

Rodrigo Barroso Fernandes
Braço direito do prefeitos petista
de Belo Horizonte Fernando Pimentel e Secretário Municipal
da Cultura
R$ 274 mil

Benoni Nascimento Moura
Dona da Bonar Corretora, onde a filha
de Janene, líder do PP, teria trabalhado
R$ 255 mil

Zilmar Fernandes da Silveira
Sócia do publicitário Duda Mendonça
R$ 250 mil

Paulo Menegucci
Foi secretário-executivo do
Ministério das Comunicações, no
governo FHC, e diretor dos Correios,
no governo Lula.
R$ 205 mil

Bispo Rodrigues
Deputado do PL-RJ, com
vínculos com a Universal
R$ 150 mil

Josias Gomes
Deputado Federal e Presidente do PT da Bahia
R$ 100 mil

Raimundo Ferreira da Silva Júnior
Assessor do escritório nacional do PT
em Brasília e ex-assessor de Paulo Delgado (PT-MG)
R$ 100 mil

Vilmar Lacerda
Presidente do diretório regional do
PT no Distrito Federal
R$ 100 mil

Simone Reis
Mulher do deputado petista
João Paulo Cunha
R$ 50 mil

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Enquanto isto o Pimentel continua calado, sem dar explicações, recebendo 14 salários e os 59% e dando o calote nos profesores, no REAJUSTE E NAS FÉRIAS PRÊMIO.

4:36 PM  

Postar um comentário

<< Home