segunda-feira, junho 06, 2005

Chamado às PROFESSORAS da Educação Infantil (Republiquei p\ refletirmos!)

Caras Colegas da Educação Infantil,

Estamos em um momento muito importante do nosso movimento. Neste momento, precisamos de mais coragem e menos medo. Ao ler esta belíssima produção de Luiz Fernando Veríssimo não pude deixar de compartilhá-la com vcs. Leiam e reflitam sobre o nosso momento, pois enquanto muitas de nós continuarem pensando como "Educadoras Infantis", continuaremos sendo consideradas pela PBH como "quase professoras".

QUASE

Ainda pior que a convicção do não, e a incerteza do talvez, é a desilusão de um quase!
É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.
Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase amou não amou.
Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.
Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna.
A resposta eu sei de cor, está estampada na distância e na frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos “bom dia", quase que sussurrados.
Sobra covardia e falta coragem até para ser feliz.
A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor.
Mas Se a virtude estivesse mesmo no meio-termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.
O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.
Mas não são.
Preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.
Para os erros há perdão, para os fracassos, chance, para os amores impossíveis, tempo.
De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma.Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.
Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.
Desconfie do destino e acredite em você.
Gaste mais horas realizando que sonhando…
Fazendo que planejando…
Vivendo que esperando…
Porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Luiz Fernando Veríssimo.

Saudações,

Ivana Oeiras - Pedagoga e PROFESSORA da Educação Infantil
E. M. Francisco Magalhães Gomes.

5 Comments:

Anonymous Anônimo said...

É bom ter a certeza de estar vivo, mesmo que masacradas pela administração dessa prefeitura, tenho certeza que pessoas como nós quatro vivemos!!!Quem ainda está no movimento vive, e não vive por si, às vezes penso que vivemos para os outros, pois o que seria dessa rede, dessas 'educadoras infantis' ou de tantos outros sem as pessoas que vivem por elas...
Não gosto da idéia de viver pelos fura-greve, na verdade luto pelo meu direito, minha dignidade, mas sou parte de uma categoria e quando conquisto, eles recebem o que conquistei...
Mas também não me decepciono porque não estou sozinha, tenho vcs três e o resto dos companheiros que ainda sonham, lutam, conquistam e vivem....
É muito bom viver, pena que não são todos que pensam como nós...

Cristiane

11:47 PM  
Anonymous Anônimo said...

É bom ter a certeza de estar vivo, mesmo que massacradas pela administração dessa prefeitura, tenho certeza que pessoas como nós quatro vivemos!!!Quem ainda está no movimento vive, e não vive por si, às vezes penso que vivemos para os outros, pois o que seria dessa rede, dessas 'educadoras infantis' ou de tantos outros sem as pessoas que vivem por elas...
Não gosto da idéia de viver pelos fura-greve, na verdade luto pelo meu direito, minha dignidade, mas sou parte de uma categoria e quando conquisto, eles recebem o que conquistei...
Mas também não me decepciono porque não estou sozinha, tenho vcs três e o resto dos companheiros que ainda sonham, lutam, conquistam e vivem....
É muito bom viver, pena que não são todos que pensam como nós...

Cristiane

11:55 PM  
Anonymous Anônimo said...

Belíssimo texto esse!
Sempre fui radical, mas ultimamente tenho feito o discurso de Descartes: "A virtude está no meio termo". Mas Veríssimo tem razão!!!
É preciso acreditar apesar de tantos fura-greves!
É preciso acreditar apesar de tanta traição!
É preciso persistir: "Água mole em pedra dura tanto bate até que fura!"
Sempre acreditei que não é quantidade que faz diferença, mas a qualidade! E falando em qualidade precisamos lutar pela isonomia salarial dos professores e professoas da Educação Infantil, pois até onde entendo todos nós (do 1º, 2º 3 3ºs. ciclos) somos todos EDUCADORES!
Não podemos desistir de lutar por reposição de nossas perdas salariais, mesmo com esse percentual de paralização, pois ESSE PERCENTUAL É QUE FAZ DIFERENÇA, QUE QUALIFICA NOSSA CATEGORIA. E digo mais, continua incomadando, e muiiiiiiiiiito!!!!!
É hora de denunciarmos a ingerência da Secretária e seus comandados! Eles não tem mais rumo!!!!
É precisso denunciar esse prefeito, os vereadores que não administram e legislam em prol da população, do povo, mas sim para si e as elites. Pimentel e PT NUNCA MAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Mesmo que tenhamos que votar de novo no PSDB, FHC e Serra.
VAMOS VOTAR PELA CONTINUIDADE DA GREVE, POIS NÃO TEMOS MEDO DE POLÍCIA, NÃO TEMOS MEDO DE FICAR SEM SALÁRIO, NÃO TEMOS MEDO DAS MENTIRAS DESSA ADMINISTRAÇÃO!!
VAMOS CONTINUAR NOSSA GREVE ATÉ A VITÓRIA!
NEGOCIAÇÃO EM GREVE JÁ!
NEGOCIAÇÃO EM GREVE JÁ!
NEGOCIAÇÃO EM GREVE JÁ!
FORA PIMENTEL!
FORA PIMENTEL!
FORA PIMENTEL!
FORA PILAR!
FORA PILAR!
FORA PILAR!
FORA PT!
FORA PT!
FORA PT!
AMÉM!
AMÉM!
AMÉM!

11:33 PM  
Anonymous Anônimo said...

Olha o radicalismo inconsequente!

8:33 AM  
Anonymous Anônimo said...

Olha o radicalismo inconsequente!

8:45 AM  

Postar um comentário

<< Home