terça-feira, maio 31, 2005

DIRETOR DO SIND-UTE BETIM FURA GREVE EM BH?

DIRETOR DO SIND-UTE BETIM FURA GREVE EM BH?
A propósito do Sind-UTE Estadual e de sermos um só sindicato (sindicato único): na última assembléia fui informada que colega DIRETOR do Sind-UTE sub-sede Betim, que É também da RME BH, FURA A NOSSA GREVE. Está trabalhando normalmente, como se nada estivesse acontecendo....Explicando melhor: o cidadão é diretor do Sind_UTE (em Betim) e fura greve em BH onde também leciona. Precisamos apurar isto. SOMOS OU NÃO UM SÓ SINDICATO??? EXPLICAÇÕES. URGENTE!!!!PS: Se não aparecerem explicações (convincentes), publicarei o(s) nome(s) do(s) suposto(s) envolvido(s).Prazo: 72 horas.

6 Comments:

Blogger Nós professores said...

Gravíssima a denúncia feita aqui e na última assembléia (embora não tenha sido feita ao microfone).

Cabe resposta clara, sem nenhuma sombra de dúvida por parte da sub-sede Betim: quem são os diretores e diretoras da Sub-sede Betim do sind-UTE que também estão na Rede municipal BH e verificar se estão todos e todas em greve.
Não deve ser tarefa das mais difíceis pois creio que não são muitos os que estão nas duas redes.
Também ouvi tal coisa mas preferi não acreditar até prova em contrário. solicitei que os diretores de nosso sindicato (da Rede BH) verificassem a veracidade das suspeitas junto aos colegas de Betim.
Com a palavra os diretores de nossa co-irmã.
Prof. Geraldinho (IMACO/RME).

5:09 PM  
Anonymous Anônimo said...

É por estas e outras que muitos descrêem dos sindicalistas.

5:11 PM  
Blogger Nós professores said...

Acho grave a denúncia, mas quem faz a denúncia tem que aparecer e dar nome aos envolvidos, pois não fica bem tentar criar "fatos" no anonimato.
Cícero Macêdo

6:30 PM  
Blogger Nós professores said...

Em tempo....72h é muito tempo, publique já!!!!
Cícero Macêdo

6:37 PM  
Blogger Nós professores said...

Caro Professor Cícero Macêdo,

Creio que colocar o nome de alguém em uma denúncia na internet sem que esta pessoa tenha a possibilidade de se explicar é no mínimo irresponsabilidade, para não dizer crueldade.

Também creio que os supostos envolvidos tenham o direito (e o dever)de serem ouvidos.

Se nos chamamos de companheiros e nos pretendemos aliados nas lutas da categoria, entendo que a fraternidade entre nós deva prevalecer (e não a raiva, o rancor).

Dito isto, quero acompanhar os desdobramentos deste fato(?)bem de perto pois a organização de nosso sindicato muito me interessa.

Termino dizendo que embora respeite muito seu ponto de vista e concorde plenamente quanto a questão do anonimato, não posso concordar contigo na íntegra.

Prof. Geraldinho. terceiro turno. IMACO.

11:02 AM  
Anonymous Anônimo said...

Quem quer que seja o(s) fura-greve, não vai mais precisar furar: ela já acabou ou caiu de podre....

1:00 PM  

Postar um comentário

<< Home